Esportes

Atlético-MG vence, retoma ponta e complica o São Paulo

O Atlético-MG reassumiu a liderança do Campeonato Brasileiro ao vencer, sem dificuldades, o São Paulo por 2 a 0, na noite desta quinta-feira, no Mineirão. O Galo aproveitou a dificuldade tática apresentada pelo adversário para chegar aos 24 pontos, novamente na ponta isolada da competição.

O ex-são-paulino Diego Tardelli abriu o placar depois de falha de Miranda. Aliás, o sistema defensivo do Tricolor demonstrou muitos problemas nesta quinta. Assim, o volante Serginho completou o placar. Enquanto o Galo comemora o resultado, o São Paulo se complicou na tabela.

Agora, o time de Ricardo Gomes ocupa a modesta 15ª colocação, com 11 pontos, perto da zona de rebaixamento. O atual tricampeão tentará reagir no clássico de domingo, contra o Santos, no Morumbi. Já o Atlético defenderá a liderança no mesmo dia, contra o Vitória, no Barradão.

Erros tricolores e ponta atleticana: O Atlético-MG começou a partida demonstrando confiança em retomar a liderança e ganhou ainda mais entusiasmo ao perceber a ineficiência defensiva do São Paulo. Assim, aproveitando justamente as falhas da zaga tricolor, o Galo abriu o placar no primeiro minuto de jogo. Diego Tardelli ganhou a bola de Miranda, invadiu a área e chutou forte na saída de Denis.

Sem André Dias e Renato Silva, suspensos, a linha defensiva dos visitantes continuou atrapalhada. Até mesmo Miranda deixou evidente sua insegurança. Por isso, a equipe de Celso Roth quase ampliou a vantagem pouco depois. Thiago Feltri cruzou da esquerda na pequena área, onde apareceu Diego Tardelli para cabecear perto da trave.

O Atlético continuou com muito mais presença ofensiva, mas a falta de pontaria apareceu como empecilho do time, principalmente nos erros de Eder Luis. Tardelli ajeitou na meia-lua para o colega de ataque, que finalizou por cima do travessão. No lance seguinte, Eder Luis aproveitou cochilo da defesa para aparecer de frente para a meta, porém, errou novamente.

Mesmo com espaços para tocar a bola, o time local seguiu falhando nas conclusões. O Tricolor, por sua vez, sofreu uma baixa ainda no primeiro tempo. Hugo sentiu uma contusão e foi substituído por Hernanes.

Por sinal, nos minutos finais da etapa, o São Paulo conseguiu criar algumas oportunidades. A principal saiu de um chute da esquerda de Junior Cesar, que desviou em Werley e deu trabalho para Aranha. No lance seguinte, Dagoberto fez jogada individual e finalizou por cima do travessão, encerrando a pequena reação dos visitantes antes do intervalo.

O São Paulo tentou igualar as forças no início do segundo tempo, mas foi o Galo que chegou primeiro com perigo. Eder Luis avançou pela direita e cruzou atrás da zaga, onde apareceu Diego Tardelli com liberdade para chutar franco, nas mãos de Denis. Porém, aos oito minutos, o time mineiro não perdoou. O volante Serginho tabelou para entrar na área e chuta no canto, fora do alcance do goleiro são-paulino.

Depois do gol, o Tricolor ainda esboçou perigo em chute de Hernanes, que foi defendido por Aranha. Como o São Paulo continuou errando, Ricardo Gomes fez nova alteração na equipe. Richarlyson entrou no lugar de Zé Luis. Mesmo sem criar jogadas de perigo, o time visitante se posicionou no sistema ofensivo para tentar pressionar o Galo.

Porém, como seguiu sem chances de marcar, o treinador são-paulino tirou Jorge Wagner para a entrada do garoto Oscar. Do outro lado, Celso Roth sacou Júnior para colocar o meia Evandro. O Tricolor, então, se lançou ao ataque na busca pela recuperação e criou jogadas em finalizações de Richarlyson e Borges, mas não conseguiu mexer no placar.

 

[testa_categ]