Ponto Final

Só falta canonizar

O procurador-geral de Justiça, Paulo Prado, afirmou que a defesa do ex-governador Silval Barbosa se utiliza de “artimanhas” para tentar fragilizar decisões da juíza Selma Arruda, que decretou a prisão dele nas cinco fases da Operação Sodoma. "Os advogados ofereceram defesa prévia, participaram de várias audiências, estiveram juntos, entraram com inúmeros pedidos. E mesmo assim não se exerceu a ampla defesa? Não está sendo exercida? O que falta? Pedir para o papa abençoar e canonizar essa pessoa?”, ironizou Prado, em entrevista a uma rádio na capital.