Polícia

Nortão: policiais que estavam em mata após invadirem fazenda se entregam; tiroteio deixou 2 mortos

O comandante regional da Polícia Militar, tenente coronel Valter Razera, confirmou, há pouco, ao Só Notícias, que os dois cabos da PM de Sinop, que estão envolvidos com o grupo de pelo menos 8 homens, que invadiu uma fazenda a cerca de 15 km do distrito de Santo Antônio do Rio Bonito, na região de Nova Ubiratã, (168 quilômetros de Sinop), para se apropriar da área e teriam mantido um caseiro em cárcere privado, e que estavam na mata, desde domingo após a chegada da polícia, se entregaram e já estão na delegacia de Sorriso.

“Está sendo registrado o boletim de ocorrência, depois os cabos Jalles Souza Dutra e Cesário serão encaminhados à audiência de custódia onde será definido se vão ser encaminhados a uma unidade prisional militar ou vão responder em liberdade”

Ainda segundo o coronel, os cabos ainda não apresentaram suas versões. Hoje de manhã, ele havia explicado que desde o início quando os policiais entraram na fazenda encontraram indícios como fardas com o nome dos policiais, um deles que está afastado por questões de saúde, e armas que pertencem a PM. Mas foi cogitada a possibilidade de terem sido roubadas. “Então, tratamos de investigar, fomos até a casa deles mas já não moravam mais nesses locais. A confirmação veio ontem, após a esposa de um deles entrar em contato confirmando que o marido estava lá e que queria se entregar. Hoje de manhã o comandante Jorge Almeida (comandante em Sorriso) foi para lá com o advogado deles para negociar a saída da mata”.

A PM continua as buscas a um outro envolvido que ainda estaria na mata.

Almeida, informou, esta manhã, que “os criminosos chegaram no local fortemente armados, mandaram os proprietários saírem e ficaram com um dos funcionários em cárcere privado. Quando a guarnição chegou, cinco dos suspeitos correram para uma área de mata. Fizeram disparos contra os policiais, que revidaram”.

Conforme Só Notícias já informou, dois invasores morreram na troca de tiros com os policiais, ontem de madrugada.  Outros três foram presos durante o cerco na mata, que contou com reforço da equipe do helicóptero do Ciopaer, da PM. As identidades deles não foram informadas.

Ainda segundo o major, o quarto envolvido foi preso, já no distrito, com as caminhonetes que eram usadas pelos suspeitos, e as buscas continuam aos dois que continuam na mata.

A PM apreendeu espingardas, um fuzil, pistola, dois revólveres e dezenas de munições.

Em instantes, mais detalhes

(Atualizada às 14h39)