Esportes

Vasco vence ABC e entra no G4 da segundona

O Vasco jogou o suficiente para derrotar o fraco time do ABC por 3 a 0 na noite desta sexta-feira, em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Longe de apresentar um bom futebol, o que tornou a partida sonolenta a maior parte do tempo, o Cruzmaltino construiu a sua vitória com gols de Souza, Adriano, que estreou pelo time carioca, e Elton e entrou na zona de classificação, agora com 23 pontos.

Foi a terceira vitória consecutiva dos anfitriões, agora na vice-liderança. Pior para a equipe potiguar, que estreava o técnico Flávio Lopes. Os nordestinos seguem na zona de rebaixamento, em penúltimo lugar, com apenas sete pontos conquistados.

Logo aos dois minutos de jogo o Vasco conseguiu abrir o marcador. Num ataque que confundiu a defesa do ABC, Ben-Hur se chocou com o goleiro Tiago Cardoso. Melhor para Souza, que se aproveitou da falha do rival para mandar a bola para o fundo da rede, fazendo explodir a torcida vascaína presente ao estádio.

A vantagem cruzmaltina mascarou a maneira de atuar das duas equipes, pois obrigou o ABC a jogar de maneira mais ofensiva, diante de um Vasco que parecia afobado na tentativa de ampliar o marcador. Com sérias dificuldades de criação, a equipe potiguar só assustava em jogadas de bola parada e quase chegou ao empate em uma delas, aos 13 minutos. Alex Oliveira cobrou falta e o goleiro Fernando Prass fez grande defesa. Pouco depois, aos 23, foi a vez de Bosco cobrar falta sobre o gol, raspando o travessão.

Irritado com a forma como o Vasco se comportava em campo, o técnico Dorival Júnior começou a gritar com seus comandados e a bronca pareceu acordar os atletas da equipe carioca. Aos 25 minutos, Ramon cobrou falta e Nilton cabeceou sobre o gol. Dez minutos depois, Ramon cruzou e Elton, livre de marcação, escorou para fora, com o goleiro já batido no lance.

Uma mostra da insatisfação de Dorival Júnior com seu time foi vista na volta do intervalo, quando ele sacou Alex Teixeira e Magno, colocando em campo Enrico e Adriano, a fim de melhor a criatividade e o poder de fogo do Cruzmaltino. A estratégia deu certo, pelo menos no sentido de fazer o Vasco ampliar, o que aconteceu logo aos cinco minutos. Adriano invadiu a área pela esquerda, se livrou da marcação de dois zagueiros e chutou sem chances para o goleiro, marcando um golaço. Belo cartão de visitas para o atacante, que fazia a sua estreia.

A situação para o Vasco ficou ainda melhor aos dez minutos, quando Rogério, que já tinha cartão amarelo, foi expulso após discutir com Elton. O time potiguar estava tão nervoso que pouco depois Flávio Lopes também foi expulso por reclamar de uma marcação do árbitro Luiz Alberto Bites.

Com um a mais o Vasco, mesmo sem se esforçar muito, conseguia criar boas chances. Aos 25 minutos, Phillipe Coutinho lançou Elton, que chutou para acertar a trave potiguar. No rebote, o goleiro evitou novo complemento do atacante carioca.

A fragilidade do ABC pôde ser sentida pelo fato de o time só ter dado seu primeiro chute a gol no segundo tempo aos 33 minutos, quando Audálio pegou rebote na entrada da área e chutou sobre o gol, assustando Fernando Prass. Dois minutos depois o goleiro vascaíno teve trabalho ao desviar uma cabeçada de Fábio Saci.

Mas quando o ABC resolveu se assanhar foi o Vasco quem ampliou aos 37 minutos. Paulo Sérgio cobrou falta e Elton cabeceou para vencer o goleiro potiguar e definir o marcador.

O Vasco volta a campo no próximo sábado, às 16h10min(de Brasília), quando visita o Bahia no Estádio Pituaçu, em Salvador (BA). Já o ABC recebe o Guarani um dia antes, na sexta-feira, às 21h(de Brasília), no Estádio Frasqueirão, em Natal (RN).

 

 

[testa_categ]