Economia

Serasa: inadimplência do consumidor aumenta 10,8% no ano

A taxa de inadimplência dos brasileiros registrou alta de 10,8% entre janeiro e abril deste ano, frente ao mesmo período do ano passado, revela o Indicador Serasa de Inadimplência Pessoa Física, divulgado nesta sexta-feira.

Na comparação anual, entre abril de 2008 e 2009, o levantamento aponta mais uma alta no número de inadimplentes, de 8,9%. Por outro lado, entre o quarto mês deste ano e o imediatamente anterior, houve a maior queda desde junho de 2006, de 9,5%.

De acordo com os técnicos da Serasa Experian, os aumentos são menores aos observados no último mês de março, o que aponta que a inadimplência do consumidor está crescendo em menor ritmo nesse início de 2009. Os técnicos ressaltam, ainda, que abril marca o fim do período mais crítico de despesas para o consumidor (IPTU, IPVA e despesas escolares).

Analisando os quatro primeiros meses deste ano, mais uma vez, as dívidas com os bancos permaneceram em primeiro lugar no ranking de representatividade: a participação desta categoria foi de 43,5% do total de vencimentos não pagos. No mesmo período do ano passado, este percentual era de 43,1%.

Já os débitos com cartões de crédito e financeiras ficaram com a segunda posição e 37,1% de participação, 5,6 pontos percentuais a mais do que os 31,5% registrados no primeiro quadrimestre de 2008.

Os cheques sem fundos, por sua vez, ficaram em terceiro lugar na representatividade das dívidas, com 17,5% do total, índice menor do que o registrado no mesmo período do ano anterior (+23,1%).

Por último, e com menor impacto no indicador no período analisado, aparecem os títulos protestados, cuja proporção foi de 1,9%, inferior ao primeiro quadrimestre do ano passado, quando o percentual registrado foi de 2,3%.